Overview | Blog

Quais são as principais métricas das campanhas de mídia programática?

06/08/2021 14:05:55

  • Compatilhe:

A mídia programática vem ganhando espaço nas estratégias digitais das empresas. Devido a sua grande capacidade de assertividade de público e de resultados, ela conquistou o seu espaço em detrimento da publicidade tradicional.


Porém, para que as estratégias de mídia programática sejam realmente efetivas, saber as métricas que se devem analisar e quais são as mais relevantes para o objetivo da sua campanha são fundamentais para o sucesso do seu negócio. Por isso, neste artigo, iremos contar para você quais são os principais indicadores que devem ser analisados numa campanha de mídia programática.


Quais são as métricas de campanhas de mídia programática?


Existem algumas métricas essenciais para serem analisadas em campanhas de mídia programática. Antes de falarmos delas, é importante ressaltar que você não precisa se restringir a apenas essas métricas. Dependendo do objetivo da sua campanha e das estratégias da sua empresa, você pode optar por analisar outros indicadores também. Porém, atente-se para que estes principais estejam sempre entre suas análises.


  • CPM: custo por mil. Este indicador é um dos mais importantes a serem analisados na sua campanha de mídia programática, pois toda a compra de mídia é feita através dele. Ele representa o custo a cada 1.000 impressões, ou seja, visualizações que seu anúncio tem;
  • CPC: custo por clique. Ele significa o custo que sua empresa está tendo com cada clique de cliente;
  • CTR: taxa de clique. Juntamente com o indicador anterior, essa métrica mostra se o seu anúncio está atrativo para os clientes (banners, textos, etc);
  • CPA: custo por aquisição. Aqui você saberá quantos usuários impactados estão se convertendo em leads ou clientes (vai depender do objetivo da sua campanha);
  • ROI: retorno sobre o investimento. Quanto de retorno financeiro você está obtendo a cada real gasto.


Ao falarmos de métricas nas campanhas de mídia programática, o primeiro pensamento que temos são as métricas de tráfego e awareness. Isto porque a mídia programática é, essencialmente, uma estratégia de topo de funil, sendo o principal objetivo gerar tráfego para o site.


Neste cenário, indicadores como Impressões, Taxa de Conexão, Taxa de Rejeição e CPM acabam sendo os principais KPIs analisados. Porém, nada impede que você faça uma campanha de mídia programática com objetivo de conversões, por exemplo. Neste caso, métricas como Taxa de Clique, Conversões Assistidas e Taxa de Visualização podem ser de grande valia.


Na mídia programática, você tem duas opções de analisar métricas. A primeira é pelo Google Analytics. Já a segunda, é através das DSPs. Em qualquer um dos casos, fazer um cruzamento de dados entre as duas ferramentas pode gerar insights muito valiosos.


Qual a importância de acompanhar métricas na mídia programática?


Como dissemos anteriormente, acompanhar as métricas da sua campanha de mídia programática fará com que você possa ver o desempenho do seu anúncio e fazer as otimizações necessárias durante a vigência da campanha, para que ela obtenha resultados ainda melhores.


Por exemplo, o CPM é utilizado para fazer a compra da mídia, porém indicadores como CPC e CTR mostram para o gestor das suas campanhas a qualidade deste anúncio. Será que as imagens precisam ser trocadas? O texto está bom e atrativo? Uma vez que as campanhas estão no ar, esses outros indicadores podem mostrar a reação do público, dando a você a possibilidade de otimizar e melhorar ainda mais a sua campanha - para que no final você tenha uma campanha com o melhor ROI possível.


Qual a métrica mais relevante na sua campanha de mídia programática?


As principais métricas a serem analisadas na sua campanha dependerá do objetivo dela. Campanhas com objetivo de gerar tráfego para o site possuem indicadores diferentes daquelas cujo objetivo é de gerar vendas num e-commerce, por exemplo.


Nenhuma métrica deve ser vista de forma isolada. Todas elas se complementam de uma certa maneira, por isso é dever do analista das suas campanhas conseguir compreender os dados e fazer as otimizações necessárias. Como falamos anteriormente, o ideal seria fazer um cruzamento de dados entre as diversas plataformas disponíveis para se analisar métricas, pois um indicador sozinho pode mascarar resultados.


Gostou deste conteúdo? Compartilhe-o com os seus contatos e se inscreva na nossa newsletter para receber mais dicas e novidades!




  • Artigos